As vendas de veículos registraram crescimento de 13,98% em julho sobre igual mês do ano passado, somando 349.450 unidades, segundo dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Na comparação com junho, esse volume representa alta de 10,42%.

No acumulado de janeiro a julho, os 2.268.475 veículos emplacados totalizam alta de 13,52% sobre o mesmo período de 2018.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr, a alta no mês passado está diretamente atrelada aos dias úteis de vendas.

O mês de julho teve quatro dias úteis a mais do que junho, o que refletiu, positivamente, nos volumes, em dias corridos. Contudo, as vendas diárias apresentaram queda de 9,1%, passando de 15.960 unidades/dia, em junho, para 14.509 unidades/dia em julho”, alertou.

O segmento de automóveis e comerciais leves apresentou aumento de 8,82% em julho sobre junho, com 232.243 unidades emplacadas.

Sobre o mesmo período de 2018, a alta registrada foi de 11,4%. No acumulado de janeiro a julho, sobre o mesmo período de 2018, o resultado aponta alta de 10,9%, totalizando 1,48 milhão de unidades.

Apenas no segmento de automóveis, foram comercializadas 1,26 milhão de unidades no acumulado do ano, aumento de 11,22% sobre o período de 2018.

Entre os comerciais leves, o crescimento foi de 9,09%, com 219 mil unidades vendidas até julho.

Vendas Diretas

Embora os resultados demonstrem crescimento do mercado, as Vendas Diretas continuam influenciando nesse resultado.

Segundo Assumpção Jr, no acumulado de janeiro a julho, as Vendas Diretas representaram 45,11% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves, contra 40,93% no mesmo período de 2018.

Quando falamos em volumes, o varejo cresceu 3,57% nesse período. As Vendas Diretas avançaram 21,36%”, ponderou o presidente da Fenabrave.